quinta-feira, 12 de julho de 2012

A benevolência sem limites de Deus




Que a paz do Senhor Jesus Cristo seja com você querido leitor. Após uma edição festiva,  continuamos a caminhada proposta pelo Pai e estamos aqui mais uma vez por Sua graça e misericórdia.
Quero compartilhar com vocês nesta edição de mais algumas características de nosso Deus. Já tratamos aqui de muitas particularidades do nosso Deus, as quais nos motivam a adorá-lo cada dia mais.  Uso uma frase que aprendi há alguns anos atrás para iniciar essa explanação: A graça (benevolência) de Deus é a extensão de sua bondade à nós, humanos, não sendo nós merecedores. Isso revela que a graça de Deus é maior que a nossa capacidade de pecar.
A graça de Deus não conhece limites. Como meu coração se alegra ao escrever essas palavras. Você já parou para pensar que embora eu e você tenhamos uma leve tendência a sermos falhos, errôneos muitas vezes em nossa forma de falar, agir, tratar, amar, cuidar, sendo desobedientes, infiéis, omissos perante uma realidade sem Deus,  Ele, por sua infinita graça, nos ama e nos preserva, cuida de nós. Que maravilha!
Não entendo como conseguimos pecar! Não compreendo como muitas vezes conseguimos enfrentar Deus em nossa soberba e o “colocamos na parede” por coisas fúteis e irrelevantes, quando na verdade deveríamos estar prostrados diante dEle em adoração pois somente a Sua GRAÇA nos basta (2 Coríntios 12.9). Quem se importaria com alguém que levou sua vida por caminhos de destruição, drogas, prostituição, crimes, medos, maldade? Deus se importou! Ele até mesmo deu Seu único Filho por mim e por você.  Ele não o poupou por nós.
Peço que você consiga se lembrar dessas coisas enquanto ora e louva. Isso te levará a um  auto reconhecimento de suas verdadeiras origens. Tenho plena certeza que através disso, você realmente se verá com sua face ante os pés desse Deus benevolente e misericordioso, adorando em verdade.
Não é fácil compreender como as pessoas conseguem subir em um palco ou púlpito e desejar a glória para elas mesmas. Como conseguem tocar pensando no que as pessoas estão achando da forma como executam seus instrumentos, através do dom que Deus deu. Como conseguem pregar um evangelho que conhecem, mas estão longe de cumpri-lo e segui-lo. Através desses tipos de pessoas, que se desenvolvem cada dia mais em meio ao povo de Deus, eu compreendo mais um pouquinho a graça de Deus e a Sua misericórdia. Desejo que você consiga fazer o mesmo. Enquanto alguns fazem isso, a palavra de Deus nos deixa um conselho maravilhoso: “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar MISERICÓRDIA e achar GRAÇA, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno” (Hb. 4.16).
Um excelente mês para você e até a próxima se Deus assim nos permitir.

André Gustavo Ferreira da Silva

Material enviado para Jornal Athos

Nenhum comentário:

Postar um comentário